Content atomization: o que é e realmente funciona?

content atomization

O marketing de conteúdo é uma área que busca constantemente desenvolver estratégias para criar materiais mais atrativos e dinâmicos, que facilitem o processo de leitura e prendam a atenção dos leitores. Um bom exemplo disso é a content atomization.

Ela tem como objetivo dividir conteúdos mais longos de forma estratégica, com isso é possível obter o máximo de informações a partir de um texto mais longo, por exemplo, segmentando-o em ideias complementares. 

Mas, se engana quem acredita que essa metodologia só pode ser aplicada em textos. Muito pelo contrário, ela pode ser dividida em outros formatos de conteúdo. 

Se você está desenvolvendo um e-book, por exemplo, é possível fazer um artigo sobre o tema para seu blog, postagens nas suas redes sociais, ou você pode apostar em quizzes interativos também. 

No geral, aplicar a content atomization não é difícil, mas o ideal é que ela seja pensada desde o início do desenvolvimento do conteúdo, a fim de tornar sua aplicação mais eficiente. 

E os diferenciais dessa técnica? Bom, a principal é que seu marketing de conteúdo se torna mais rico, o que tende a prender a atenção dos leads, já que por meio dele será possível encontrar desde a explicação mais básica sobre o tema abordado, até dicas e exemplos. 

Para aprender a aplicá-lo e conhecer os benefícios dessa metodologia, continue acompanhando o blog post.

Descubra como implementar o content atomization no seu conteúdo 

Utilizar metodologias eficientes para melhorar o conteúdo da área de marketing da sua empresa é fundamental. Essa é uma importante maneira de atrair potenciais clientes e oferecer todas as respostas que ele precisa. 

Conheça o passo a passo para aplicar a content atomization:

Defina seu tema

Neste passo, é necessário pensar em nível macro, ou seja, pensar em um tópico geral e desenvolver seu material a partir disso. 

Por isso, priorize organizar como esse conteúdo será dividido. Por exemplo, se você vai produzir um podcast, que tal escolher um tema central e outros subtemas para falar em cada episódio? Também vale criar posts e convidar os leitores a escutar o podcast. 

Pesquise informações 

Materiais para o meio digital necessitam conter informações relevantes, que respondam perguntas básicas, mas também engajem o público a interagir com o conteúdo. 

Por isso, apresente informações que sejam de fato interessantes. Uma boa dica é escolher o tema central e, em seguida, definir sete ou oito temas menores. 

Priorize a divulgação 

De nada adianta desenvolver textos, podcasts, infográficos, e-books, ou qualquer outro tipo de conteúdo, se você não faz a divulgação desse material. 

Vale lembrar que nem todo mundo consome o mesmo formato de conteúdo, ou seja, investir em diferentes modelos é, sem dúvidas, um grande diferencial. 

Analise os resultados 

Ao aplicar a content atomization é importante verificar se a estratégia está trazendo os resultados esperados. Por isso, fique de olho nos dados, identifique o que pode ser melhorado e veja o que está dando certo. 

As vantagens da content atomization

Muito além de desenvolver materiais ricos, levando em consideração seu público-alvo, a técnica da content atomization traz uma série de benefícios, como: 

  • Se apresentar como autoridade no mercado 
  • É muito mais eficiente 
  • Gera conteúdos de diferentes formatos com análises diferentes de um mesmo tema
  • Alcançam mais público

Vale lembrar que adentrar o ambiente digital não significa necessariamente estar em todas as redes sociais, mas, é válido avaliar em quais canais digitais seu público se mantém mais presente e investir nisso. 

A content atomization é uma excelente maneira de atingir várias áreas diferentes de seu nicho e colher resultados realmente promissores. 

Se você deseja aprender um pouco mais sobre estratégias de conteúdos interativos, não deixe de conferir nosso material exclusivo e acesse o botão abaixo.

content atomization

Ainda não há comentários! Você é o primeiro a comentar