Estratégias de e-mail: como identificar a melhor para o seu negócio

Estratégias de e-mail: como identificar a melhor para o seu negócio

O disparo de e-mail ainda é uma estratégia muito utilizada e efetiva do marketing digital. Afinal, quando faz parte de um conjunto maior de ações (englobando mídia, por exemplo), pode impulsionar as vendas da sua empresa.

Segundo a pesquisa TIC Domicílios 2018, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação e divulgada no ano passado, sete em cada dez brasileiros acessam a internet. Outro dado importante: 57% dos entrevistados têm o envio de e-mails como uma das principais finalidades.

Ou seja, há um público grande, principalmente no meio corporativo, que pode ser impactado pela sua comunicação. Mas não basta produzir uma mensagem qualquer e enviar para uma base que possui. É preciso seguir uma estratégia bem definida e alinhada com os objetivos do negócio.

Quando falamos de e-mail em marketing digital, existem algumas estratégias principais: e-mail marketing, fluxo de automação, fluxo de cadência e Basho. Confira, a seguir, como cada uma funciona e como identificar qual é mais adequada para o seu negócio.

E-mail marketing

A estratégia, que pode ser considerada como a mais simples consiste na criação e disparo de e-mails periódicos para uma base já existente. 

O conteúdo vai variar de acordo com os seus objetivos e especificidades do mercado em que atua, mas lembre-se que um bom e-mail marketing é aquele que traz informações relevantes. 

Pode ser desde um envio de promoções ou ofertas exclusivas, newsletters com blogposts ou materiais ricos ou uma simples comunicação de novidades da sua empresa para engajar a base.

O sucesso da estratégia vai depender da base escolhida, uso de informações interessantes, gatilhos mentais no assunto e CTAs para validar a taxa de clique.

Mas, se compararmos com as outras estratégias, é a que costuma ser mais efetiva para gerar vendas. Se o seu negócio for um e-commerce, por exemplo, basta um e-mail com ofertas interessantes para fazer com que seu cliente compre. Ao contrário de um fluxo de inbound, por exemplo, o resultado é mais imediato.

Fluxo de automação (inbound marketing)

O fluxo de de automação, como o próprio nome já diz, consiste no envio de e-mail durante um período e intervalo programados para guiar o seu lead em uma narrativa.

De forma resumida, o lead se converte em uma landing page e passa a receber alguns e-mails – geralmente três ou quatro – com informações e conteúdos que o guiem na jornada de compra.

Imagine que a sua empresa ofereça um curso. No primeiro e-mail, o seu lead recebe uma comunicação de boas-vindas, apresentando a empresa e oportunidade. 

Em um segundo momento, você oferece alguns conteúdos sobre temas interessantes para ele (definidos na etapa de planejamento). Por fim, você envia uma oferta exclusiva e utiliza  gatilhos mentais para convencê-lo a fechar a compra.

É claro que a estratégia de inbound marketing é bem mais complexa que apenas o envio de e-mails programados. Aqui no blog, temos conteúdos mais aprofundados sobre o tema.

Além de garantir que você envie as mensagens certas para as pessoas certas, esse tipo de e-mail torna a sua estratégia mais ágil por precisar de uma produção maior apenas no início e set automatizado. Depois que tudo estiver rodando, é só analisar resultados (principalmente taxas de abertura e clique) periodicamente e realizar otimizações.

Fluxo de cadência

Outra estratégia igualmente eficiente e complementar ao inbound é o outbound marketing. Aqui, o foco já não é mais a atração, mas realizar tentativas de contato com um lead. De forma automatizada, é claro.

Ou seja, uma sequência de tentativas de contato por e-mail e telefone para aumentar as chances de sucesso e melhorar os resultados de venda. Um exemplo de fluxo de cadência seria enviar um e-mail no início da semana. Dois dias depois, uma tentativa de telefone e, por fim, um novo e-mail informando que está à disposição caso o lead mude de ideia.

Além de aumentar a efetividade da sua estratégia de vendas, você desperdiça menos tempo, tem um acompanhamento das respostas e aberturas de e-mail e evita o abandono de leads.

Basho e-mail

Está prospectando alguns clientes específicos? Essa poderosa estratégia pode ajudar você a conseguir respostas de executivos. Aqui não há uma cadência muito longa, envio de muitos materiais nem nada do tipo. O foco é ser direto e conseguir marcar uma reunião ou videoconferência para apresentar sua empresa e fechar negócio.

O grande diferencial é que quanto mais personalizado e menos automatizado for, melhor! O executivo, ao ler seu e-mail, precisa ter a sensação de que o conhece, entende as especificidades do mercado em que atua e pode ajudar. 

Outro ponto é o investimento mais assertivo, já que as tentativas serão realizadas com profissionais que possuem o perfil ideal para ser seu cliente.

Imagine novamente um fluxo de três e-mails. Aqui, desde o primeiro, você já tenta marcar uma reunião ou call e deixa claro que entende do trabalho do prospect. 

A fórmula seria mostrar que conhece os desafios dele, dizer rapidamente o que deseja e falar que tem a solução ideal. Sem enrolações. Mas atenção, porque o Basho e-mail é mais indicado para soluções de alto valor e pode não ser o ideal para todos os tipos de negócio.

Existem várias estratégias relevantes utilizando e-mail. Qual você achou que mais combina com o seu negócio?

A Layer Up é especialista e também pode ajudar você encontrar a melhor metodologia para marketing e vendas, de acordo com os seus objetivos. Desenvolvemos um conteúdo didático sobre o assunto, comparando a estratégia de marketing a um jogo de futebol. Confira:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *