Será que você conhece tudo sobre marketing e vendas?

marketing e vendas

Você já parou para pensar em todas as transformações que tivemos nas últimas décadas? A evolução digital que vivemos, guiada, principalmente, pela expansão da internet e de todas as inovações que vieram a seguir, como os computadores e os smartphones, viraram de cabeça para baixo diversos costumes e conceitos sociais. Quando falamos de marketing e vendas, então, a mudança é radical!

Além disso, não podemos dizer que essas mudanças se acomodaram e estagnaram – muito pelo contrário, inclusive. Elas estão a todo vapor, reinventando maneiras de se comportar, conviver e fazer negócios

Por isso, estar atualizado é praticamente obrigatório, principalmente para quem atua com marketing ou com vendas (ou por que não os dois juntos)?

Aqui na Layer Up, nós buscamos sempre a inovação de nossos métodos. Entendemos que é comum nós, que já trabalhamos há algum tempo na área, nos acomodarmos e pensarmos que já sabemos de tudo. Mas não é bem assim!

Por isso, convidamos você, então, a se atualizar conosco. Afinal, sabedoria e renovação nunca é demais, né? Confira!

Quando tudo começou a mudar? 

Os anos pré-internet 

Pense: como as vendas eram feitas antes da internet? 

Basicamente, grandes empresas apostavam no outbound marketing como a principal via de comunicação com o cliente. 

Desse modo, peças publicitárias na TV e em outdoors, além de diversos tipos de anúncios e o famoso “boca a boca”, por meio de ligações, eram utilizados para se chegar até o consumidor. 

O outbound, conhecido por muitos como “marketing tradicional”, trouxe bons resultados para as empresas que o utilizavam. Porém, devido aos altos custos, eram ações restritas a grandes empresas, que realmente tinham um caixa cheio para investimentos do gênero.

Hoje em dia, o outbound não foi totalmente abandonado – ele ainda é utilizado, mas não como o principal pilar para obter vendas. Além disso, também ganhou uma versão atualizada, chamada de outbound 2.0. Mas isso é um assunto que vamos tratar mais para frente!

Os anos com a internet

A internet virou o mundo de cabeça para baixo!

Entre o final da década de 1990 e início da década de 2000, começamos a nos deparar com uma nova tendência de comportamento, que impactou todos os setores da nossa sociedade. 

Agora, é possível se comunicar com pessoas do mundo inteiro em minutos. A informação é quase instantânea. E, o mais importante, não precisamos mais sair de casa para fazer compras!

Esse último item é o que mais impactou o setor de marketing e vendas. Com novos hábitos de compras por parte dos clientes, apenas o outbound não era mais o suficiente para atingir o público-alvo. Por isso, com o tempo, começaram a surgir técnicas que posteriormente foram chamadas de inbound marketing

O inbound marketing trabalha com a ideia oposta do outbound. Se antes a empresa ia até o cliente, agora as ações são concentradas para fazer com que o cliente chegue até a empresa

Esse processo foi impulsionado, principalmente, pela grande presença de blogs e da ascensão de buscadores como o Google

Nos blogs, algumas marcas enxergaram a oportunidade de divulgar seus produtos ou serviços e gerar tráfego para os seus respectivos sites. Esse tráfego, então, só foi possível graças, principalmente, ao Google, que foi responsável por criar o SEO (Search Engine Optimization)

A partir daí, foi criado o que mais para frente ia se tornar o que conhecemos como marketing de conteúdo, um dos principais pontos para que o inbound funcione.

Com a criação de conteúdo de qualidade, sempre otimizado com as técnicas de SEO (que são atualizadas frequentemente pelo Google), é possível fazer com que a sua marca alcance maiores destaques em plataformas digitais

Smartphones e redes sociais: e aí, o que mudou?

Como conversamos acima, a internet foi a responsável por uma revolução inimaginável em outras épocas. 

Mas e as redes sociais e os smartphones

Mais recentemente, eles também tiveram grande responsabilidade por, novamente, modificar a forma com que o marketing e as vendas eram feitas. 

Com os smartphones e outros dispositivos móveis, a dinâmica do usuário mudou completamente. Não há mais a necessidade de estar sentado à frente do computador para ter acesso a internet.

Como resultado disso, as redes sociais também tiveram um crescimento excepcional. O Facebook, o Instagram e o Twitter ditaram as regras e colaboraram para democratizar o que antes era muito difícil: a criação de anúncios. 

Lembra que falamos que com o outbound as ações de marketing estavam sempre limitadas a grandes empresas? Agora, por outro lado, empresas de pequeno e médio porte também podem anunciar tanto no Google, como nas redes sociais. 

E hoje em dia, como as vendas são feitas? 

Novamente, tivemos que nos adaptar para criar novas soluções e atingir as nossas personas. 

Desse modo, foi desenvolvido por Aaron Ross o outbound 2.0, aquela atualização do outbound e falamos acima! 

Com o outbound 2.0, todo o processo de venda foi facilitado para o setor comercial da empresa. Por meio da automação e da mensuração propostas por ferramentas digitais, toda a jornada de compras do cliente através do funil de vendas agora é previsível, o que pode aumentar (e muito!) o faturamento do negócio.

Mas as inovações não pararam por aí. E se juntássemos o outbound 2.0 e o inbound para potencializar ainda mais a geração de leads? 

Foi assim que a ideia de criar o funil de vendas em Y, trabalhado aqui na Layer Up, surgiu! 

O funil de vendas em Y possui duas entradas: uma para os leads convertidos por meio do inbound e outra para os leads gerados através do outbound 2.0. É um envolvimento total entre os setor de marketing e o time comercial

Dessa forma, as metas e os KPIs são alinhados e o processo comercial passa a ter um índice de sucesso ainda maior, visto que um lead pode ser levado de um lado a outro do funil sempre que há necessidade

Mas e aí, você acha que agora já está totalmente por dentro do que está rolando em marketing e vendas ou acha que precisa saber mais? Se você quiser conhecer a fundo o nosso funil de vendas em Y, clique aqui

Ainda não há comentários! Você é o primeiro a comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *